Diretora-geral participa de Audiência Pública na ALMG sobre as chuvas e seus impactos

No mês de janeiro de 2020, o estado de Minas Gerais enfrentou o volume mais alto de chuvas dos últimos 110 anos. Este dado foi divulgado recentemente pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Neste período, segundo a Defesa Civil do Estado, foram registrados 58 óbitos, 68 feridos, 45.028 pessoas desalojadas, 8.141 pessoas desabrigadas. Um total de 53.295 vítimas das chuvas. Em todo Estado, 196 municípios estão em situação de Emergência, e cinco municípios decretaram Estado de Calamidade Pública.

Na manhã de quinta-feira (06/02), a Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), realizou Audiência Pública sobre os estragos causados pelas chuvas no Estado e debateu com representantes de órgãos públicos medidas para garantir que recursos cheguem também aos municípios menores. Participantes da Audiência defenderam também prevenção e planejamento de longo prazo.

60B2FEA5-0CB6-429D-92A7-7F5A751941CEA diretora-geral da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (ARMBH), Mila Costa, foi convidada para participar do evento, e abordou articulações da Agência RMBH com os municípios metropolitanos no intuito de auxiliar na solução dos problemas hídricos que afetam a RMBH. Mila destacou o trabalho de parlamentares aos temas metropolitanos como a deputada Marília Campos, deputada Celise Laviola e deputada Ione Pinheiro. Colocou a Agência à disposição da ALMG e de todos os outros órgãos do Poder Executivo.

Em sua fala, Mila salientou a importância de se pensar em soluções efetivas de curto, médio e longo prazo, e salientou trabalhos conjuntos da Agência com os municípios como os planejamentos metropolitanos.

A presidenta da comissão e também autora do requerimento de audiência, deputada Rosângela Reis, aproveitou a ocasião para destacar a campanha Assembleia Solidária, de arrecadação de donativos para os atingidos pelas enchentes. Ela frisou que a situação no Estado é preocupante e mobilizou toda a Assembleia, motivando, inclusive, a aprovação em Plenário, que ocorreu nesta mesma quinta-feira (6), de projetos em apoio às vítimas das chuvas.