CBH Rio das Velhas abre chamamento Público para fornecimento de mudas

Prefeituras, órgãos governamentais, cooperativas, ONGs e demais entidades interessadas na retirada gratuita de mudas poderão se candidatar no chamamento público proposto pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas).

As plantas são produzidas no Viveiro Langsdorff – uma parceria entre o Comitê, a empresa Arcelor-Mittal e a Agência Peixe Vivo – que viabiliza a produção anual de 90 mil mudas de espécies florestais nativas a serem posteriormente utilizadas na recuperação de áreas degradadas, incluindo nascentes e matas ciliares na bacia hidrográfica do Rio das Velhas.

As entidades têm até o dia 01 de março de 2021 para o envio do ofício e deverá ser realizada através de e-mail para: paula.fontoura@agenciapeixevivo.org.br ou stefany.silva@agenciapeixevivo.org.br . Em caso de dúvidas ligar para: (31) 3207-8519.

– Confira as condições gerais do Chamamento Público
– Modelo de ofício a ser encaminhado ao CBH Rio das Velhas

(caso não consiga o abrir o modelo ofício, favor solicitar o modelo nos emails: paula.fontoura@agenciapeixevivo.org.br ou stefany.silva@agenciapeixevivo.org.br)

Viveiro homenageia naturalista russo

O Viveiro Langsdorff está localizado no município da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), Taquaraçu de Minas, no Médio Alto Rio das Velhas. São mais de 60 espécies da Mata Atlântica, todas adaptadas ao nosso clima, altitude e pluviosidade, já que derivam de sementes coletadas na região. O objetivo principal da parceria entre o CBH Rio das Velhas e ArcelorMittal Brasil em torno do viveiro é recuperar nascentes e matas ciliares da bacia e mitigar os gases de efeito estufa decorrentes das emissões geradas no transporte de produtos da empresa até seus clientes finais.

O nome escolhido para o viveiro é uma homenagem ao Barão Georg Heinrich Von Langsdorff, zoólogo, botânico e médico, mentor de uma grandiosa expedição naturalista entre 1821 e 1829. A viagem contou com um grupo de pesquisadores e desenhistas por uma viagem de 17 mil quilômetros que observou e retratou a fauna, a flora e o modo de vida do interior do Brasil. A expedição passou pela da bacia do rio Taquaraçu, registrando os aspectos naturais e sociais da região.

CBH Rio das Velhas

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas – CBH Rio das Velhas, foi criado pelo Decreto Estadual 39.692, de 29 de junho de 1998. O CBH Rio das Velhas é composto, atualmente, de 28 de membros, sendo sua estruturação paritária entre Poder Público Estadual, Poder Público Municipal, Usuários de recursos hídricos e Sociedade Civil Organizada.

Os municípios da RMBH que são contemplados com a bacia do Rio das Velhas são: Rio Acima, Nova Lima, Raposos, Caeté, Santa Luzia, Belo Horizonte, Ribeirão das Neves, São José da Lapa, Vespasiano, Taquaraçu de Minas, Lagoa Santa, Confins, Capim branco, Jaboticatubas, Sabará, Baldim, Nova União, Contagem, Matozinhos, Pedro Leopoldo e Esmeraldas. E do Colar Metropolitano: Sete Lagoas, Prudente de Morais, Itabirito e Funilândia.

Fonte: Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *