O Macrozoneamento da Região Metropolitana de Belo Horizonte é um instrumento elaborado em 2017 orientado pelo Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI-RMBH) que permite a organização das diversas áreas que são de interesse comum da metrópole e o estabelecimento das diretrizes para o uso e a ocupação dessas áreas. Foram definidas as Zonas de Interesse Metropolitano – ZIMs – territórios delimitados em que o interesse metropolitano prevalece sobre o local, e as Áreas de Interesse Metropolitano – AIMs – porções do território voltadas para a implementação de políticas do PDDI.

A partir da atualização do PDDI-RMBH, o Macrozoneamento também será objeto de atualização.

Governança do projeto

A governança do projeto tem como cerne o arranjo metropolitano da RMBH. A elaboração do PDDI-RMBH é de competência da Agência RMBH, e sua aprovação é responsabilidade do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano (CDDM), composto por representantes do Governo do Estado de Minas Gerais, da Assembleia Legislativa, de Prefeituras Municipais, e da Sociedade Civil.

Com o objetivo de aumentar o respaldo técnico e engajar mais atores, será criado Comitê Técnico específico para a atualização do PDDI-RMBH no âmbito do CDDM, envolvendo instituições referência nos diversos temas abordados pelo PDDI-RMBH, cuja participação será definida pelo CDDM.