Municípios da RMBH recebem capacitação em redesenho de processos

Para auxiliar os municípios metropolitanos na melhoria dos serviços prestados, a Agência de Desenvolvimento da RMBH promoveu, nesta terça-feira (23/4), na Cidade Administrativa do Estado, mais um evento do programa “Conexão Metropolitana”. A capacitação em “Redesenho de Processos” teve como enfoque as melhorias a serem realizadas por meio da racionalização, revisão e estruturação de fluxos de trabalho.

O evento reuniu cerca de 80 representantes dos municípios da RMBH e foi ministrada pela superintendente de Inovação e Modernização Institucional da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, Ana Flávia Morais, e pela assessora Isabela Tolentino. Segundo elas, a expectativa é que a capacitação possa contribuir para que as prefeituras e outros órgãos consigam melhorar seus processos e promover inovações no ambiente de trabalho, transformando, assim, a sua realidade.

O diretor-geral da Agência RMBH, Gustavo Medeiros, explicou que a proposta da Agência é de se aproximar ainda mais dos municípios para juntos buscarem uma gestão cada vez mais eficiente. Ressaltou que o programa “Conexão Metropolitana” foi criado para se tornar um espaço de interação permanente entre o setor público, a sociedade civil e a iniciativa privada, por meio de workshops, debates, seminários, oficinas e afins, como no caso da capacitação em “Redesenho de Processos”. Segundo ele, o próximo evento do programa está previsto para o mês que vem e deverá abordar a agricultura familiar.

 A superintendente Ana Flávia apresentou uma coletânea de informações sobre gestão pública e destacou a importância de se refletir sobre o valor da entrega do produto para o cliente e de se tentar melhorar essa entrega continuamente. Falou também sobre como cada unidade pode e deve agregar valor ao produto final. Nesse sentido, segundo ela, é fundamental que haja integração de atividades dos setores, trabalho em equipe e que a entrega final seja de responsabilidade de todos. “Para isso, a visão do processo precisa ser clara a cada unidade para que todos se sintam inseridos”.

Já a assessora Isabela Tolentino abordou a metodologia para se trabalhar os processos, incluindo a melhoria contínua e projetos de inovação, e destacou a importância da primeira etapa de definição de prioridades, além da definição de papéis para desenvolver os projetos e o alinhamento com todos os atores e expectativas.

As metodologias abordadas pelas palestrantes estão consolidadas em três guias disponíveis no endereço eletrônico www.planejamento.mg.gov.br .

Expectativas

Para José Américo Ranna, do Setor de Gestão de Contratos da Prefeitura de Santa Luzia, a expectativa é que o aprofundamento da parte teórica abordada no evento possa contribuir para o desenvolvimento de processos continuados, além de melhorar o fluxo contínuo, evitando desgastes de energia e de esforços.

Já para o engenheiro Jeferson Nunes, da Geoline Engenharia, que trabalha com loteamentos e empreendimentos, a expectativa é que os conhecimentos adquiridos possam contribuir para melhorar o processo de iniciação de loteamentos na empresa e, também, os processos junto a clientes e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *