Agência RMBH e Cohab apresentam arranjo metropolitano e oportunidades de empreendimento imobiliário para prefeitos eleitos

Visando estreitar ainda mais as relações com os municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Agência de Desenvolvimento da RMBH vai realizar, no dia 02 de fevereiro, uma reunião com os prefeitos eleitos para apresentar a estrutura de gestão metropolitana que engloba a Assembleia Metropolitana, o Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano e a própria Agência RMBH. Além disso, vai buscar o apoio deles ao Projeto de Lei do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI-RMBH) e do Macrozoneamento Metropolitano, que será encaminhado à Assembleia Legislativa de Minas Gerais para aprovação.

A pauta da reunião vai incluir também a apresentação da Companhia de Habitação de Minas Gerais (Cohab) sobre oportunidades para empreendimentos habitacionais públicos na região. A Cohab foi criada há 51 anos e, desde então, vem trabalhando no combate ao déficit habitacional social para garantir dignidade às populações de baixa renda. Já são mais de 134 mil unidades habitacionais em todo o Estado, construídas com recursos federais e estaduais, por meio do Fundo Estadual de Habitação (FEH), gerido pela Cohab.

O objetivo da participação da Cohab é articular a parceria com os prefeitos da região para o desenvolvimento de projetos que os auxiliem nas demandas habitacionais sociais de seus municípios. Segundo o diretor de Planejamento e Gestão Estratégica da Cohab, Ivan Alves Soares, o foco agora é utilizar parte dos recursos liberados pela Caixa Federal, por meio do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), para a construção de unidades habitacionais no Estado. A parceria com os municípios inclui a liberação pelas prefeituras de terrenos regularizados e com infraestrutura para a construção de casas ou prédios.

Entre os projetos da Cohab mais adiantados atualmente na RMBH está o do município de Santa Luzia, cuja licitação para início das obras já foi realizada. A expectativa é de construir mais de 1.300 unidades que deverão atender prioritariamente servidores efetivos do Estado, Judiciário e servidores municipais. A vantagem nesse caso é a taxa de juros menor, uma vez que o desconto das parcelas será feito diretamente na folha de pagamento, eliminando quase que totalmente os riscos de inadimplência..

Em relação ao município de Nova Lima, o terreno já está garantido e a expectativa é de se assinar o termo de referência para licitação da construção de apartamentos em fevereiro deste ano. Outro local onde a Cohab já possui um terreno para esse fim é Ribeirão das Neves. As tratativas já estão sendo discutidas com o prefeito do município.

Notícias Recentes